Cuidados com a maria-mulata

Por Daniela Villa-Flor

Este apelido é mais popular na região sudeste do País, mas a maria-mulata (Goniopsis cruentata, Latreille, 1803), espécie de caranguejo comum no Brasil, também atende por outros nomes populares, como aratu, aratu-do-mangue ou aratu-vermelho.

Esse bichinho está ameaçado, o que desequilibra o ecossistema dos mangues de Sergipe, habitat natural. O motivo é a elevada taxa de captura de aratus pequenos e fêmeas na fase reprodutiva. Além disso, a poluição e as toxinas que são liberadas pela ração dada a camarões de cativeiro, que existem na região, também estão diretamente relacionadas a morte e dizimação desses animais.

Manguezal

manguezal é considerado um ecossistema costeiro de transição entre os ambientes terrestre e marinho.

A importância do manguezal está ligada diretamente ao fato do ecossistema ser um dos principais agentes de manutenção da vida no nosso planeta. Além da vegetação impedir grandes erosões no solo, a fauna diversificada presente é de extrema importância social, ambiental e econômica.

 

 

Os animais são uma fonte significativa de alimentos para as populações humanas, já que os mangues abrigam várias espécies. Estima-se que até 95% dos animais que o homem captura no mar sejam produzidos nos mangues.

A área também estimula as atividades econômicas. No entanto, a poluição dos mares, além das queimadas, lançamento de resíduos e esgoto nas águas, os mangues tem sido afetados e, como resultado, os pescadores e trabalhadores vem enfrentando problemas.

DSCN0365[1]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s